Crianças de creche em Bauru são internadas após comerem bolo

45 crianças de um a seis anos de idade tiveram que ser atendidas no Pronto Socorro da cidade

Jair Aceituno, Especial para o Estado

29 de setembro de 2010 | 16h03

BAURU - Quarenta e cinco crianças, de um a seis anos de idade, assistidas pela Creche e Berçário São José, do Parque Jaraguá, um dos bairros mais pobres da cidade, passaram a noite de internadas no Pronto Socorro Municipal, com vômitos, diarreia e dores abdominais. Na tarde de segunda-feira, elas comeram o bolo que uma mulher doou à creche e passaram mal logo em seguida.

 

Após receberem a medicação, foram liberadas, de acordo com o que informou o secretário municipal de Saúde, Fernando Casquel Monti. Além das crianças, um adulto também passou pelo setor de emergência com os sintomas, depois de ter ingerido um pedaço do mesmo bolo que o filho levou para casa.

 

A vigilância sanitária, que acompanha os fatos, deverá fazer inquérito para apurar as causas do acidente. A direção da creche também revelou que faz as verificações para informar as autoridades e assumir suas responsabilidades.

 

A creche funciona em convênio com a Secretaria de Educação da Prefeitura.

 

Uma funcionária disse que é comum a entidade receber doces, principalmente nessa época do ano, em razão das festas de Cosme e Damião, e servi-los às crianças. O nome da doadora não foi divulgado, mas ela deverá ser chamada a prestar esclarecimentos na sindicância administrativa. Acionada pelos pais de algumas das crianças, a polícia civil também deverá abrir inquérito para apurar responsabilidades.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.