Criança morre após ter sido esquecida em carro no RS

Menino de dois anos foi deixado pelo pai no veículo por duas horas; temperatura era de cerca de 30ºC

Solange Spigliatti,

07 de janeiro de 2008 | 12h07

Um menino de 2 anos e meio morreu na tarde de sexta-feira, 5, após ficar preso dentro de um carro por cerca de duas horas, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.   Segundo informações do Corpo de bombeiros, a criança foi esquecida pelo pai, que saiu para trabalhar, dentro de um veículo, durante duas horas. A temperatura era de cerca de 30ºC.   Ao lembrar do menino, o pai voltou ao local e ainda tentou salvar a criança, que já estava quase sem vida, levando-a para o Hospital Porto Alegre. A suspeita é de que ele tenha morrido por asfixia.   Caso semelhante   Em 12 de abril de 2007, o bebê Gustavo de Oliveira Garcia, de 1 ano e 4 meses, morreu depois de ser esquecido dentro do carro pelo pai, o biólogo Ricardo César Garcia, de 31 anos, na garagem do edifício em que morava no bairro Macedo, em Guarulhos, na Grande São Paulo. No dia, o biólogo saiu para levar a esposa ao trabalho, com o filho no banco traseiro do veículo. Quando voltou para o prédio, Ricardo estacionou o carro na garagem e subiu para o seu apartamento. Lá, ele teria passado mal e desmaiado, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública. Ricardo retomou a consciência apenas por volta das 12 horas, quando ligou para a mulher, que perguntou se ele havia deixado Gustavo na casa de um parente. Só então o biólogo se lembrou do filho e seguiu até o carro, onde o encontrou desacordado. Com parada cardiorrespiratória, o bebê chegou a ser socorrido num hospital, mas morreu.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio Grande do Sulcarrocriança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.