Criança baleada em assalto na Grande São Paulo tem morte cerebral

Família da menina, atingida no quintal de casa, autorizou doação de órgãos

Solange Spigliatti, estadão.com.br

28 de julho de 2011 | 12h05

SÃO PAULO - A criança de 11 anos que foi baleada na cabeça durante uma tentativa de assalto em Itapevi, na Grande São Paulo, na última terça-feira, teve morte cerebral confirmada na madrugada desta quinta-feira, 28, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde. De acordo com a Secretaria, o corpo continua no Hospital Regional de Itapevi para a retirada dos órgãos, pois a família da menina autorizou a doação.

 

A menina foi baleada na cabeça durante uma tentativa de assalto na Rua Robalo, no Jardim São Carlos, por dois homens que estavam em uma moto e tentaram roubar uma segunda motocicleta. O piloto do veículo reagiu e um dos bandidos atirou na direção do motociclista. A bala atingiu a garota que estava no quintal de sua casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.