Creche não vai mesclar idades, diz secretário

O secretário Municipal de Educação de São Paulo, Cesar Callegari, garantiu que a rede municipal de creches não vai matricular na mesma turma crianças de 2 e 4 anos. "Apenas de maneira excepcional, quando houver necessidade, acomodaremos crianças de 3 e 4 anos, não as de 2 anos", disse.

Paulo Saldaña, O Estado de S.Paulo

06 Maio 2013 | 02h01

Na semana passada, o Estado revelou que nova portaria da secretaria possibilita mesclar dois agrupamentos em uma mesma turma. O objetivo é otimizar o atendimento e evitar vagas ociosas. Atualmente, a Prefeitura tem menos matrículas do que em abril de 2012. A portaria n.º 2.623, publicada em 25 de abril no Diário Oficial da Cidade, diz que "os agrupamentos de minigrupo I, minigrupo II e Infantil I, Infantil II poderão ser mistos, a critério da Diretoria Regional de Educação, preponderando a identificação do agrupamento que detiver o maior número de crianças".

Classes de minigrupo I atendem crianças de 2 a 3 anos e as de minigrupo II, os alunos de 3 a 4 anos, segundo norma municipal. A nova portaria indica que a mistura ocorrerá em casos de "excepcionalidade", mas não faz censura a colocar na mesma sala crianças de 2 e 4 anos - prática vista com ressalva por educadores e profissionais da rede. Questionada, a própria secretaria não indicou restrições.

Apesar do teor da portaria, o secretário de Educação garante que a ideia nunca foi misturar crianças de faixas etárias diferentes. "Estamos fazendo esforço muito grande para aproveitar a capacidade instalada."

A fila por creche em São Paulo é de 94 mil crianças.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.