Cratera na rua Oscar Freire foi provocada por vazamento de água

Segundo a Companhia, um anel da junta de uma tubulação rachou, provocando um pequeno vazamento que contribuiu para a formação do buraco

Solange Spigliatti, do estadão.com.br,

30 de maio de 2010 | 23h14

 

 

SÃO PAULO - A cratera de dois metros de profundidade por 1,5 metro de diâmetro que se formou na Rua Oscar Freire na  noite deste domingo, 30, foi provocado por um vazamento de água da rede da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

 

Segundo informações da assessoria da Sabesp, um anel da junta de uma tubulação de uma rede antiga rachou, provocando um pequeno vazamento que contribuiu para a formação do buraco. Equipes da Sabesp chegaram ao local por volta das 9h30 e trabalham para aumentar o espaço do buraco para permitir a entrada de equipamentos. Ainda não há informação se haverá interrupção do fornecimento de água na região, segundo a empresa.

 

Técnicos da Subprefeitura de Pinheiros também estão no local dando apoio logístico à Sabesp e devem finalizar os trabalhos, colocando uma capa asfáltica para agilizar a liberação da via, de acordo com a subprefeitura.

 

O cruzamento das ruas Oscar Freire com Artur de Azevedo foi totalmente interditado por volta das 9h30, para a realização dos trabalhos, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). O desvio acontece pela Rua Artur de Azevedo. Não há previsão para o término do reparo.

 

Texto atualizado às 11h10. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
craterasolapamento: Rebouças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.