Cratera engole carro na Vila Madalena

Motorista escapou ilesa saindo pelo porta-malas. Segundo moradores, buraco é ''crônico''

Elvis Pereira, O Estado de S.Paulo

13 Janeiro 2011 | 00h00

Uma cratera com quatro metros de profundidade e quatro metros de diâmetro surgiu anteontem no cruzamento das Ruas Cipriano Juca e Gerard David, na Vila Madalena, zona oeste. A empresária Ana Paula Campos passava pelo local em seu Honda Fit quando o carro foi engolido. Ela escapou ilesa, saindo do veículo pelo porta-malas. Moradores da região afirmam que o buraco é um problema "crônico".

"Já faz um ano e meio que trabalho aqui e ele vem aumentando", contou a jornaleira Mara Lúcia da Silva, de 47 anos, cuja banca fica em uma praça em frente ao cruzamento. "Com essa chuva forte, desde a semana passada, ele piorou mais ainda."

A explicação para a repetência do problema pode estar na idade das galerias pluviais. A rede tem mais 50 anos de idade. Também há ali tubulações de esgoto da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Na segunda-feira, funcionários da empresa já haviam passado pelo local para efetuar reparos numa das tubulações. A galeria quebrou, causando infiltrações no solo. Após o serviço, o buraco foi preenchido com terra. Agora, o reparo deve terminar na próxima semana. Até lá, o cruzamento ficará parcialmente interditado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.