Keiny Andrade/AE
Keiny Andrade/AE

Cratera da Marginal só deve ser fechada nesta quarta

Funcionários garantem que o trânsito não será afetado, porque trabalho terminará ainda na madrugada

O Estado de S.Paulo

16 Novembro 2011 | 03h01

A cratera que se formou domingo em quase duas pistas da Marginal do Pinheiros, sentido Castelo Branco, não deve atrapalhar hoje o trânsito. Pelo menos era isso que afirmavam funcionários que trabalhavam ontem para fechar o buraco de 6 metros de diâmetro por 4 de profundidade.

Inicialmente, o engenheiro Abílio José Mendes, superintendente das usinas de asfalto da Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, tinha previsto para as 17 horas de ontem o prazo para resolver o solapamento causado pela infiltração de uma galeria pluvial. Mas nesse horário equipes ainda despejavam asfalto para fechar a cratera.

Um funcionário que não quis se identificar afirmou que solapamentos são normais em locais próximos de rios. "O problema é que demorou muito para a galeria ter manutenção."

No momento da erosão, um Citröen C3 passava pelo local, próximo à Rua Manduri e ao Shopping Eldorado. O carro teve de ser rebocado, já que sua traseira ficou presa na cratera. A motorista do carro não se feriu.

Após o afundamento da pista, a Sabesp afirmou que a manutenção de galerias de águas pluviais é de responsabilidade da Prefeitura. Apesar de o buraco ter se formado perto do muro da Linha 9 da CPTM, os trens não pararam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.