Cracolândia: Homem morre esfaqueado após briga entre usuários de drogas

Vítima foi encontrada entre a Avenida Duque de Caxias e a Alameda Barão de Limeira, nos Campos Elísios; região tem sofrido com a dispersão do chamado "fluxo" de dependentes químicos

João Ker, O Estado de S.Paulo

06 de junho de 2022 | 21h05

Um homem morreu esfaqueado na tarde desta segunda-feira, 6, entre a Avenida Duque de Caxias e a Alameda Barão de Limeira, nos Campos Elísios, centro de São Paulo. A região tem sofrido com a dispersão do chamado "fluxo", grupos de dependentes químicos que vêm vagando pelas ruas do entorno desde que a Polícia Civil realizou uma operação para retirá-los da Praça Princesa Isabel, próximo à Luz.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o caso desta tarde está sendo acompanhado pelo 2º DP. Segundo testemunhas que moram nas proximidades do crime, os homens estariam em situação de rua e teriam passado o dia discutindo, até que um deles foi morto com golpes de faca.


A SSP não divulgou a idade nem nome dos envolvidos, mas afirmou que o autor do assassinato também se feriu na briga e foi encaminhado a um hospital da região, onde segue internado. A faca utilizada no crime foi apreendida para perícia.

Os primeiros desdobramentos da grande operação policial realizada mês passado contra o tráfico de drogas na região central da capital paulista foram a dispersão e o espalhamento dos usuários e traficantes de drogas. A partir da Praça Princesa Isabel, o chamado “fluxo” se dividiu em pequenas aglomerações.

No dia 13 de maio, um homem de 32 anos foi baleado e morto após um tumulto ocorrido na Avenida Rio Branco, na República. O local fica próximo à Praça Princesa Isabel. Raimundo Nonato Rodrigues Fonseca Júnior, de 32 anos, vivia nas ruas e em albergues da capital paulista ao menos desde 2019. Ele era dependente de álcool e outras drogas e já havia sido internado em uma clinica psiquiátrica de Campinas, interior de São Paulo, onde nasceu. Raimundo já teve passagens pela polícia entre 2011 e 2012 por roubo e tráfico de drogas. De acordo com a polícia, ele possuía uma pedra de crack e R$ 27. 

A confusão aconteceu durante uma operação policial de dispersão na Avenida Rio Branco. Segundo testemunhas, usuários de drogas tentaram depredar um ponto de ônibus. Foram ouvidos tiros e, em seguida, a vítima foi encontrada caída na calçada com um ferimento no peito. De acordo com o boletim de ocorrência, o homem foi levado para a Santa Casa, mas morreu em seguida. A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo informou que três policiais civis se apresentaram voluntariamente como autores de disparos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.