CPTM:1.577 falhas, ou uma a cada 3.677 km

Entre 1.º de novembro e 31 de janeiro, as composições da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) registraram 1.577 falhas em 197.661 viagens. Segundo a empresa, em 2010 o indicador Mean Kilometer Between Failure (MKBF), que mede a quantidade de falhas por km rodado pelos trens, registrou uma falha a cada 3.677 km.

Álvaro Campos, O Estado de S.Paulo

17 Março 2011 | 00h00

Em dez anos, o número de problemas nos trens da CPTM caiu. Em 2001, o MKBF era de 1.675 km - ou seja, as falhas eram mais frequentes, pois ocorriam em um intervalo menor de circulação. No entanto, a própria companhia já registrou MKBF melhor, de uma falha a cada 3.956 km, em fevereiro de 2005. O valor ainda é menor que o registrado nas composições da Trensurb, em Porto Alegre - 1 por 3.750 km.

A CPTM ressalta que as 1.577 falhas registradas de novembro a janeiro deste ano representam apenas 0,8% das viagens no período. Mas não detalhou os tipos de falhas (como as panes), explicando apenas que elas podem ocorrer em partes do trem e no sistema.

Nos últimos dez anos, a quantidade de passageiros transportada pela CPTM cresceu 46,7%. Em 2001, a companhia transportava uma média de 1,5 milhão de usuários por dia útil. Entre novembro de 2010 e janeiro deste ano, a média foi de 2,2 milhões de passageiros por dia útil.

Vandalismo. De novembro a janeiro, o gasto com reparos por vandalismo nos trens da CPTM chegou a R$ 1,3 milhão. No período, a companhia registrou 460 ocorrências médicas com usuários - nenhuma grave.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.