Felipe Rau/ Estadão
Felipe Rau/ Estadão

CPTM registra dois casos de agressões contra seguranças na estação Santa Terezinha

Funcionários da companhia foram agredidos por ambulantes que vendiam produtos de forma irregular dentro da estação que fica na região de Carapicuíba

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

26 de fevereiro de 2019 | 17h09

SÃO PAULO - A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) registrou duas ocorrências de agressões contra seguranças entre os dias 21 e 23 de fevereiro. Os dois casos ocorreram na estação Santa Terezinha, na Linha 8- Diamante (Júlio Prestes-Itapevi), em Carapicuíba.

O caso mais recente aconteceu por volta das 16h40 do último sábado, 23, quando dois vendedores ambulantes, que estavam em um trem que partia da estação Santa Terezinha, começaram a ofender a equipe de seguranças que estava na plataforma da estação, segundo informações da CPTM

O maquinista abriu as portas da composição e os ambulantes tentaram fugir pela via férrea e um deles acabou caindo e se machucando. O outro foi detido pelos seguranças.

Durante a ocorrência, um grupo de vendedores ambulantes agrediu os seguranças na tentativa de resgatar os colegas detidos. Um segurança sofreu um ferimento no olho e o outro levou pancadas na cabeça. Ambos foram encaminhados ao Pronto Socorro local, medicados e liberados. A ocorrência foi registrada no Distrito Policial (DP) de Carapicuíba. 

Dois dias antes, na tarde de quinta-feira, 21, cinco seguranças foram agredidos na mesma estação da CPTM por um grupo de ambulantes que é contra a fiscalização de comércio ilegal dentro das estações e dos trens.

Veja o vídeo da primeira agressão:

Em nota, a companhia informa que, mais uma vez, seguranças da CPTM que combatem o comércio ambulante nas estações e trens foram agredidos por vendedores ambulantes. 

A CPTM lamenta mais uma ocorrência e reforça que não medirá esforços para acabar com essa atividade ilícita, reprovada pela grande maioria dos passageiros. 

As secretarias de Segurança Pública e de Transportes Metropolitanos iniciaram estudos para a adoção de medidas conjuntas de combate ao comércio ilegal e outros crimes na CPTM.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.