CPTM informa que trens da Linha 9 não tiveram problemas

Na versão de usuário, trens apresentaram lentidão e lotação excessiva pela manhã

estadão.com.br,

04 de maio de 2012 | 07h55

Atualizado às 10h40

São Paulo, 4 - Os usuários da Linha 9-Esmeralda, que liga Osasco, na Grande São Paulo, até o Grajaú, na zona sul da capital, enfrentam mais uma manhã de problemas, de acordo com relato de um dos usuários da linha, o estagiário Luiz Eduardo Aparecido de Souza. Os trens estariam com intervalos muito grandes e as plataformas lotadas acima do normal.

"O trem chegou na estação às 7h20. Já são 7h33 e a composição continua parada na estação. Eles esperam o trem ficar abarrotado para sair. Os funcionários não explicam o que está ocorrendo, apenas dizem que outro trem já vem chegando logo atrás. Dentro dos trens, eles informam que o tempo de viagem entre Grajaú e Osasco é de 45 minutos. Isso não ocorre. A gente leva 45 minutos até a estação Cidade Jardim", desabafou o jovem.

A reportagem do estadão.com.br entrou em contato com a assessoria de imprensa da CPTM por volta das 7h20 desta sexta. Segundo a assessoria da companhia, que buscou informações do controle operacional da empresa, nenhum problema era registrado em toda a linha, que, segundo a companhia, operava normalmente. Contactado novamente pela reportagem, Luiz afirmou que já estava dentro do trem e que os problemas persistiam. "Vem sendo todo dia isso. Vou te passar os horários: a primeira composição chegou na plataforma às 7h21 e saiu às 7h36. A outra chegou logo em seguida e só saiu às 7h43", relatou Luiz.

O estadão.com.br voltou a entrar em contato com a CPTM às 10h10 desta sexta-feira e, segundo a assessoria de imprensa da companhia, o tráfego dos trens da Linha 9-Esmeralda aconteceu normalmente nesta manhã. Durante a entrevista, a CPTM informou que há momentos nos quais podem acontecer atrasos rotineiros quando há acúmulos de pessoas nas plataformas e os funcionários tem dificuldade em fechar as portas dos trens. "Isso pode gerar os atrasos entre uma plataforma e outra, mas nada além do normal aconteceu hoje", informou a assessoria.

Manutenção. Os usuários da Linha 9-Esmeralda da CPTM enfrentaram um intervalo de 30 horas com os trens fora de funcionamento para que fosse realizado um reparo de energia. De acordo com a CPTM apenas um trecho da linha ficou interditado, entre as estações Jurubatuba e Grajaú.

O problema foi causado por uma falha na subestação de energia localizada na Cidade Dutra. Para realizar a manutenção, foi programado o fechamento de parte da linha a partir das 22h da última quinta-feira, 3, até às 4h desta sexta.

Para atender os usuários, a CPTM ofereceu ônibus do Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência (Paese). De acordo com a São Paulo Transportes (SPTrans), seis veículos foram utilizados.

A CPTM informou que os trens voltaram a circular normalmente e sem panes na manhã desta sexta.

Tudo o que sabemos sobre:
CPTMtransporte públicotrens

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.