CPTM aguarda análise para liberar embarque na Luz

300 mil passam diariamente pelo local; se interligação com o Metrô não for liberada, passageiros terão seguir fazendo baldeação

Rafael Italiani, O Estado de S. Paulo

21 Dezembro 2015 | 20h58

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) vai esperar o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) fazer uma avaliação na Estação da Luz, antes de liberar o embarque e desembarque para os 300 mil passageiros que passam diariamente pelo local. 

Segundo Paulo Magalhães, presidente da estatal, caso a interligação das linhas 11-Coral e 7-Rubi dos trens não seja liberada para as baldeações às linhas 1-Azul e 4-Amarela do Metrô, os passageiros da CPTM terão que continuar descendo nas estações Barra Funda e Brás para seguir viagem. 

De acordo com ele, "aparentemente" não houve danos na Estação Luz. Magalhães explicou que o aval do IPT foi uma orientação do governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.