CPI da Sabesp na Câmara de São Paulo convoca chefe do DAEE

Alegando que órgão não teve influência no contrato da Sabesp com a Prefeitura, Alceu Segamarchi não atendeu a convite de vereadores

Rafael Italiani e Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

22 de outubro de 2014 | 22h39

SÃO PAULO - A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Sabesp na Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta quarta-feira, 22, a intimação do superintendente do Departamento de Águas e Energia Elétrica de São Paulo (DAEE), Alceu Segamarchi. 

Responsável pela gestão dos recursos hídricos paulistas, ele não atendeu a convite feito pelos vereadores, alegando que o órgão não teve influência no contrato da Sabesp com a Prefeitura, que é o objeto de investigação da CPI. “A atitude dele foi um tapa na cara de todos os munícipes da nossa cidade”, atacou Laércio Benko (PHS), presidente da comissão, que estuda pedir o rompimento do contrato de 2010 e propôs a prorrogação da CPI até abril de 2015. O pedido será votado em plenário. 

“O DAEE não participa do contrato entre a Prefeitura e a Sabesp e a CPI fica usando de subterfúgios para tentar chegar a algum lugar”, criticou o líder do PSDB na Câmara, Floriano Pesaro. A bancada do PT aprovou ainda audiência pública para discutir "impactos do uso do volume morto” do Cantareira “na saúde da população”. 

Tudo o que sabemos sobre:
SabespCâmara MunicipalSão PauloDAEE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.