CPI da Pedofilia deve ouvir os oito suspeitos de Catanduva

Dos oito suspeitos convocados, dois estão foragidos e tiveram o pedido de prisão derrubado pelo TJ

Agências Brasil,

19 Março 2009 | 10h24

Os oito suspeitos de abusar sexualmente de crianças em Catanduva, no interior de São Paulo, estão convocados para prestar depoimento nesta quinta-feira, 19, na segunda sessão da audiência pública da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia realizada na cidade. Os depoimentos serão feitos na Câmara Municipal de Catanduva.

 

Veja também:

lista Como denunciar a pedofilia e proteger seus filhos na web 

documento A cartilha do governo para prevenção da exploração 

lista Todas as notícias sobre pedofilia   

 

Dos oito suspeitos convocados, dois estão foragidos e tiveram o pedido de prisão derrubado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). Segundo o presidente da CPI da Pedofilia, o senador Magno Malta (PR-ES), ambos são obrigados a depor.

 

"Já solicitei que a Polícia Federal traga os dois para depor sob força coercitiva", disse Malta, que acrescentou que os dois suspeitos têm até as 14h para se apresentar à CPI.

 

Os demais suspeitos que vão prestar depoimento estão presos. Dois deles são menores de idade e, portanto, oficialmente, estão sob custódia. Os outros quatro estão presos provisoriamente.

 

Malta afirmou que testemunhas e outras pessoas podem ser convocadas de surpresa a depor.

 

A Polícia Militar de Catanduva informou que manterá um esquema especial de segurança durante a audiência pública. Na quinta, mesmo com depoimentos apenas de testemunhas, houve ameaças de agressão.

 

A audiência pública da CPI em Catanduva termina na sexta-feira, 20, com sessões reservadas para ouvir crianças supostamente vítimas da rede de pedofilia que atua na cidade.

Mais conteúdo sobre:
pedofiliacatanduva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.