Divulgação
Divulgação

Corregedoria investiga foto em que PM aponta machado contra jovem

Apuração quer esclarecer se o policial, que usa uma máscara de palhaço, estava fazendo uma abordagem oficial ou se o fato seria uma 'brincadeira' entre PMs

Alexandre Hisayasu, O Estado de S. Paulo

14 Julho 2016 | 20h15

SÃO PAULO - A Corregedoria da Polícia Militar abriu investigação para apurar em quais circunstâncias foram tiradas fotografias em que um policial militar aponta um machado contra a cabeça de um jovem. A imagem está circulando nas redes sociais. 

A investigação quer saber se o policial, que usa uma máscara de palhaço, estava fazendo uma abordagem oficial ou se o fato seria uma "brincadeira" armada entre PMs.

Na legenda, o responsável pelas fotos escreveu: "Tem tatuagem de palhaço, mas quando vê um na frente fica com medo". Segundo a polícia, é comum criminosos tatuarem palhaços no corpo, que significa - no mundo do crime - que são matadores de policiais.

Em nota, a assessoria de comunicação da Polícia Militar informou que "a instituição tomou conhecimento das imagens no dia 11 de julho e, imediatamente, a Corregedoria PM abriu investigação, pois sugerem grave violação de direitos humanos. Caso sejam confirmadas as irregularidades, os envolvidos poderão ser processados criminalmente e expulsos da Polícia Militar".

 

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULO Polícia Militar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.