Corredor de ônibus na Brás Leme divide secretarias de SP

Moradores vão realizar um protesto que deve fechar a avenida, nesta sexta-feira, por volta das 18h30

Gilberto Amendola, Jornal da Tarde

21 de setembro de 2007 | 10h55

A possível criação de um corredor de ônibus na Brás Leme, zona norte de São Paulo, dividiu a Prefeitura. Ontem, a Subprefeitura da Casa Verde divulgou nota informando que o projeto havia sido cancelado. A Secretaria de Transportes foi procurada pela reportagem para explicar o recuo em relação ao novo corredor. A resposta foi que ninguém sabia de nenhum cancelamento e que o projeto ainda está em estudo. Confusos com as informações contraditórias, os moradores da Avenida Brás Leme mantiveram o protesto que deve fechar nesta sexta-feira, por volta das 18h30, a avenida. "Só podemos desistir da manifestação se a informação for oficial", disse Luciana Tavares, líder do movimento contra o corredor na avenida.

Tudo o que sabemos sobre:
corredor de ônibusBrás Leme

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.