CORREÇÃO

Ao contrário do que foi publicado na reportagem "Dupla passa uma década presa preventivamente", na página C5 do dia 15, Quintino Antônio Facci não admitiu mandar matar o irmão.

O Estado de S.Paulo

23 Janeiro 2013 | 02h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.