Corpos de jovens são achados na BA

Veículo em que eles viajavam foi encontrado sob uma ponte do Rio Mucuri; amigos saíram do Espírito Santo na sexta-feira para uma festa

CINTIA BRINGHENTI, ESPECIAL PARA O ESTADO, VITÓRIA, O Estado de S.Paulo

25 Abril 2012 | 03h08

A polícia encontrou, no início da noite de ontem, o carro com os cinco jovens desaparecidos desde sexta-feira, quando seguiam de São Mateus, no Espírito Santo, para o sul da Bahia. O veículo foi localizado sob uma ponte sobre o Rio Mucuri, em território baiano. Às 21h30, um dos corpos já havia sido resgatado pelos bombeiros. As informações foram dadas pelo tenente-coronel da Polícia Militar da Bahia, Ivanildo Silva. Segundo ele, a placa do carro confirma que o veículo pertencia aos jovens.

Na manhã de ontem, a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Espírito Santo (Sesp-ES) chegou a divulgar que os corpos dos estudantes haviam sido encontrados em Nova Viçosa (BA), mas voltou atrás e disse que era boato.

Segundo a secretaria, a informação foi passada pela Polícia Militar da Bahia, que, por sua vez, recebeu denúncia anônima. As polícias de Espírito Santo e Bahia realizavam as buscas por terra e com helicópteros desde domingo.

A polícia trabalha com a hipótese de acidente, já que a região onde foi encontrado o carro, a 2 km da divisa com o Espírito santo, é marcada por alto índice de acidentes.

Vítimas. Rosaflor Oliveira, Izadora Ribeiro, Amanda Oliveira, Marllonn Amaral e André Galão estavam desaparecidos desde sexta-feira. Os jovens iam de São Mateus, no norte capixaba, para Prado, no sul da Bahia, para uma festa da mãe de Izadora. "Este é um momento difícil, de angústia", resumiu Márcia Pereira, mãe de Rosaflor.

O delegado titular da Superintendência de Polícia do Interior do Espírito Santo, Danilo Bahiense, afirmou que o grupo foi visto pela última vez em um posto de combustível em Mucuri (BA). "Funcionários confirmaram que os jovens estiveram no local. Nós trabalhamos com todas as linhas de investigação, até de roubo", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.