Corpo de menina morta no Paraná é exumado a pedido do Ministério Público

O Instituto de Criminalística do Paraná exumou anteontem corpo da garota Tayná Adriane da Silva, de 14 anos, assassinada no fim de junho em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba.

O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2013 | 02h10

O pedido foi feito pelo Ministério Público. Segundo o promotor Paulo Lima a exumação vai colaborar na investigação do caso, que sofreu uma reviravolta após denúncias de torturas policiais para que quatro jovens confessassem o crime. A repercussão do caso resultou no afastamento de 16 policiais.

A Polícia Civil deve ganhar mais 30 dias de investigações. O pedido foi feito pelo delegado Guilherme Rangel e que deve ser aceito pelo Ministério Público.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.