Corpo de estudante morto na USP pode ter sido arrastado

Corpo de estudante morto na USP pode ter sido arrastado

Jovem tinha duas marcas de ferimento quando foi encontrado: um hematoma no olho direito e um corte no lábio

O Estado de S. Paulo

24 Setembro 2014 | 19h11


SÃO PAULO - O corpo do estudante Victor Hugo Santos, de 20 anos, encontrado na raia olímpica da Universidade de São Paulo (USP) nesta terça-feira, 23, apresentava marcas que indicam que ele pode ter sido arrastado no chão antes de chegar à água, segundo o boletim de ocorrência registrado na terça. 

A Delegacia Estadual de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) informou que o estudante tinha duas marcas de ferimento quando foi encontrado: um hematoma no olho direito e um corte no lábio. Para a polícia, no entanto, as lesões não aparentam ser a causa da morte.

O jovem foi sepultado na manhã desta quarta-feira, 24, em um cemitério no município de Jandira, na Região Metropolitana de São Paulo. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) não forneceu informações conclusivas sobre o que causou a morte do jovem, segundo relatos de familiares e advogado. 


O advogado da família, Marcelo Costa, pediu que quem ainda tiver informações ou evidências que possam ajudar a esclarecer o caso as leve imediatamente para a polícia. A morte está sendo investigada pelo DHPP da Polícia Civil paulista.

Mais conteúdo sobre:
São PauloUSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.