Corpo de empresário é encontrado no Rio de Janeiro

Paulistano Fernando Marcionílio dos Anjos estava desaparecido desde o dia 5; sócia também foi achada morta

WILLIAM CARDOSO, O Estado de S.Paulo

17 de agosto de 2012 | 03h01

O corpo do empresário paulista Fernando Marcionílio dos Anjos, de 42 anos, foi identificado ontem no Instituto Médico Legal de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Morador de São Paulo, Anjos estava desaparecido desde o dia 5, quando desembarcou, por volta do meio-dia, no Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio, com a sócia Mônica Pett, de 38 anos. O corpo dela foi encontrado por volta das 21 horas do mesmo dia, abandonado em Vigário Geral. A perícia constatou que ela foi morta por ação contundente na cabeça (paulada, por exemplo).

Segundo a polícia paulista, o corpo de Anjos foi encontrado abandonado à margem de um valão na Vila Ideal, em Duque de Caxias, com sinais de estrangulamento. A mulher dele já teria feito o reconhecimento do corpo, que foi liberado e deve ser sepultado no cemitério da Vila Alpina, na zona leste de São Paulo.

Embora os corpos tenham sido localizados, o crime continua sem solução. O motorista do táxi em que eles embarcaram ao sair do aeroporto para ir ao Grande Prêmio Brasil de Turfe já havia sido identificado e prestou depoimento ontem na Divisão de Homicídios. O conteúdo de suas declarações não foi divulgado. Ainda ontem se confirmou que um corpo carbonizado em um Peugeot 306 abandonado na noite do dia 6 deste mês, em Honório Gurgel, na zona norte da cidade, não era do empresário.

Anjos é parte em pelo menos quatro processos de execução fiscal na Justiça Federal de São Paulo, segundo o site da entidade. Em um deles, a Receita Federal pediu autorização para usar dados da extinta CPMF para cobrar imposto de renda não declarado. /COLABORARAM FÁBIO GRELLET e MARCELO GOMES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.