Jonne Roriz/Estadão (22/2/2005)
Jonne Roriz/Estadão (22/2/2005)

Corpo da modelo Caroline Bittencourt é encontrado em São Sebastião (SP)

Modelo caiu de barco durante vendaval quando atravessava da ilha para São Sebastião com o marido, o empresário Jorge Sestini

Salim Burihan, especial para o Estado

29 de abril de 2019 | 17h17
Atualizado 29 de abril de 2019 | 23h35

SÃO SEBASTIÃO (SP) - O corpo da modelo Caroline Bittencourt, de 37 anos, foi localizado por volta das 16h30 desta segunda-feira, 29, entre as Praias da Cigarras e Figueira, em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, quase 24 horas após ter desaparecido no Canal de São Sebastião. A modelo caiu de um barco durante um vendaval quando atravessava da ilha para São Sebastião com o marido, o empresário Jorge Sestini. Ele se salvou e acompanhava as buscas pela mulher.

De acordo com a Capitania dos Portos, o corpo foi achado perto da Praia das Cigarras, em São Sebastião, e tem as mesmas características da modelo e as roupas que ela usava na ocasião. Três embarcações dos bombeiros marítimos participaram da operação de resgate, além de helicóptero. 

A embarcação com Jorge e Caroline deixou a ilha às 16h40 do domingo, 28, com destino à Praia Pontal da Cruz, quando, devido à força dos ventos e da maré, a modelo foi lançada ao mar. Segundo relatos feitos por Jorge ao Grupamento de Bombeiros Marítimo

(GBmar), logo após ser resgatado, ele teria se jogado na água, mas não conseguiu salvar Caroline. O barco teria ficado à deriva e levado em direção ao alto-mar. A embarcação foi localizada na manhã desta segunda.

Expulsa de casamento de Ronaldo e Cicarelli

Caroline ficou conhecida após ser impedida de entrar na festa de casamento de Ronaldo Fenômeno e Daniella Cicarelli, em 2005.

Ilhabela decretou emergência após ventos de 123 km/h

A prefeitura de Ilhabela decretou estado de emergência na manhã desta segunda-feira, 29, após fortes chuvas com rajadas de vento de até 123 km/h atingirem o arquipélago neste domingo. O vendaval no litoral norte derrubou cerca de 300 árvores, interditou a Estrada de Castelhanos, o pier principal da ilha e deixou sem energia e telefonia diversos bairros. Uma outra mulher morreu após ser atingida por uma árvore que caiu em São Vicente. Uma outra morte foi registrada após um homem cair do 7º andar no fosso de um elevador, também em São Vicente. O acidente teria ocorrido durante as quedas de energia provocadas pelo temporal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.