DER-SP/ Divulgação
DER-SP/ Divulgação

Coronavírus: Movimento das estradas de SP segue normal nesta Sexta-Feira Santa

Governo de São Paulo afirma que não instalou bloqueios ou impôs restrições de utilização das rodovias paulistas durante o período de quarentena; pelo decreto, as praias estarão fechadas

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2020 | 11h35

O movimento de veículos nesta Sexta-feira Santa, 10, segue normal nas principais estradas que cortam o Estado de São Paulo.

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, as concessionárias que administram as rodovias paulistas não divulgaram previsão de tráfego nas estradas diante da orientação do governo do Estado para evitar viagens neste feriado.

O tráfego flui normal em todas as rodovias do Sistema Anchieta-Imigrantes. A operação em vigor é a 5x5.  

Para a descida, os motoristas utilizam as pistas sul da via Anchieta e sul da rodovia dos Imigrantes. Já a subida da serra é realizada pelas pistas norte das duas rodovias.

A rodovia dos Tamoios segue com tráfego normal nos dois sentidos na manhã desta sexta-feira.  Em função do contexto da crise da covid-19 e da urgente necessidade de manter as cidades abastecidas, o fluxo de caminhões na Rodovia dos Tamoios está liberado para finais de semana e feriado.

De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), as estradas Mogi-Bertioga, Rio-Santos e Oswaldo Cruz apresentam tempo bom, boa visibilidade e tráfego normal nos dois sentidos.

As rodovias Anhanguera e Bandeirantes seguem com movimentação normal, segundo a concessionária Autoban.

A CCR Viaoeste informa que o movimento de veículos está normal, nos dois sentidos, das rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares

O motorista também encontra tráfego livre nas vias Ayrton Senna e Carvalho Pinto, segundo a Ecopistas.

O governo de São Paulo afirma que não instalou bloqueios ou impôs restrições de utilização das rodovias paulistas durante o período de quarentena. Mas o governador João Dória (PSDB) alertou a população sobre a importância de permanecer em casa durante o feriado e pediu que as pessoas viajem, especialmente para o litoral. "Foi pedido pelos prefeitos do litoral para que as pessoas não se dirijam pra lá. O sistema de saúde não está preparado para um aumento de demanda no litoral e os prefeitos já estão preocupados com a população residente em suas cidades", disse Dória em coletiva esta semana. Pelo decreto da quarentena, as praias estarão fechadas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.