Coração e pulmões de Eloá são retirados em Santo André

Morte cerebral foi confirmada no sábado; rins, fígado, pâncreas e córneas também serão doados

Ricardo Valota, de O Estado de S.Paulo,

20 de outubro de 2008 | 04h26

A família da adolescente Eloá Cristina Pimentel da Silva, 15 anos, cuja morte cerebral foi confirmada pela equipe médica no final da noite de sábado, autorizou a doação de seus órgãos. Na madrugada desta segunda-feira, 20, o coração e os pulmões foram retirados da paciente no Centro Hospitalar Municipal de Santo André.   Veja também: Órgãos de Eloá beneficiarão até oito pessoas Lindembergue: ‘Não tenho nada a perder' Nayara conta perfil do sequestrador Lindembergue é autuado por 5 crimes e será ouvido Segundo perito, primeiro tiro teria sido dado por Alves na cabeça de Eloá À frente da negociação, uma rotina insone Confira cronologia do seqüestro  Seqüestro em Santo André é o mais longo registrado em SP Galeria de fotos do seqüestro    Por volta das 4 horas, o coração seguiu para a o Hospital Beneficência Portuguesa, na zona sul da capital paulista. Os pulmões seguiram para o Instituto do Coração, na zona oeste. Como a família da adolescente autorizou o transplante dos órgãos, serão retirados também os rins, o fígado, o pâncreas e, por último, as córneas.   Texto atualizado às 4h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.