Continua greve de motoristas e cobradores na zona leste de SP

Eles alegam que a empresa não contrata funcionários com registro em carteira

Paulo R. Zulino, estadao.com.br

25 de fevereiro de 2008 | 11h12

Prossegue a greve iniciada nesta segunda-feira, 25, por motoristas e cobradores da Viação Novo Horizonte, na zona leste paulistana. De acordo com a SPTrans, que administra o transporte coletivo na capital paulista, a empresa possui uma frota de 338 carros e opera 26 linhas que ligam a região central da cidade a bairros situados no extremo leste de São Paulo.  A Viação Novo Horizonte - antiga Cooperativa Nova Aliança - transformou-se em empresa em novembro do ano passado. No entanto, diversos funcionários alegam que ainda não foram registrados. Com isso, estariam deixando de receber os direitos trabalhistas.  A SPTrans continua mantendo a operação de emergência para tentar minimizar os transtornos dos passageiros que dependem dos coletivos da Viação Novo Horizonte. As linhas mais afetadas são as que atendem os bairros de Cidade Tiradentes, São Mateus e Vila Nova York. Não há ainda previsão de quando a situação será normalizada.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.