Consulado dos EUA revoga alerta contra viagens ao litoral paulista

Cidadãos americanos tinham sido instruídos a evitar Baixada Santista por causa da violência

Elizabeth Lopes - Agência Estado

12 de maio de 2010 | 13h39

O Consulado dos Estado Unidos em São Paulo emitiu comunicado oficial - assinado pelo chefe da seção consular David Meron - revogando a recomendação que havia sido feita, em relatório do dia 23 de abril, para que cidadãos daquele país evitassem viajar à costa sul do Estado de São Paulo - Praia Grande, Santos, São Vicente e Guarujá - por conta da onda de violência.

 

No relatório do mês passado, as autoridades norte-americanas citavam especificamente a ocorrência de 13 assassinatos nessas praias no período de uma semana.

 

A decisão de revogar o alerta foi feito após reunião entre autoridades do Consulado dos EUA e a direção da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, na sexta-feira, na qual chegou-se ao consenso de que a situação nas praias paulistas está sob controle.

 

Apesar da retirada do alerta, as autoridades norte-americanas continuam orientando seus cidadãos em viagens ao Brasil a tomar as precauções necessárias para evitar incidentes.

 

Comunicado de alerta a cidadãos norte-americanos em viagens a localidades em que a segurança é questionada não é novidade. Orientação semelhante já havia sido feita em 2006 para cidades paulistas que sofreram onda de ataques de uma facção criminosa da Capital.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.