Congonhas fecha por 1h: 50 voos atrasam

Nº representa 25% do total do fluxo aéreo do aeroporto de ontem; 14 viagens foram canceladas e centro de controle sofreu até com infiltração

O Estado de S.Paulo

09 Março 2013 | 02h04

A chuva de ontem provocou uma infiltração no prédio onde funciona o Centro de Controle de Aproximação (APP, na sigla em inglês) do Terminal São Paulo (TMA-SP), no Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital. É onde os controladores de tráfego aéreo coordenam todo o fluxo das aeronaves que se aproximam dos aeroportos de São Paulo - não só Congonhas, como Cumbica, em Guarulhos, e Viracopos, em Campinas. Uma vez no TMA-SP, o controle dos aviões é transferido para a torre de cada aeroporto.

Congonhas ficou fechado por mais de uma hora. De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), a pista do aeroporto foi fechada para pousos e decolagens às 15h08. Às 16h, foi reaberta apenas para decolagens e às 16h27 para pousos. Às 20h, 14 voos haviam sido cancelados, número que representa 11% do total de voos. Os atrasos eram maiores: 50 voos, 25% do total.

O Comando da Aeronáutica em Brasília afirmou que o problema da infiltração foi contornado e não causou interferência no controle de tráfego. "Foi realizado o gerenciamento de fluxo pelo Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea (CGNA), de modo a contornar os atrasos e minimizar as eventuais consequências", disse a Aeronáutica, em nota.

Previsão. Segundo o meteorologista da Climatempo, André Madeira, a previsão é de mais chuva para hoje. Será um dia típico de verão, com sol e calor. A temperatura mínima esperada é de 19ºC e a máxima, de 31ºC. O meteorologista garante, porém, que a chuva de hoje será menos intensa.

A média histórica de chuvas em março em São Paulo é de 185 milímetros. Ontem, somente a Estação Águas Espraiadas registrou 66 milímetros de chuva. /JULIANA DEODORO e NATALY COSTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.