Congonhas: falha no freio pode ter causado acidente

O avião que derrapou anteontem na pista do Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, deve ser retirado somente hoje do local do acidente, segundo previsão da empresa de táxi aéreo Tropic Air. Em casos como esse, a responsabilidade pela remoção é da dona do jato.

O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2012 | 02h01

A empresa disse que, segundo relato dos pilotos, o acidente pode ter sido causado pelo sistema de freios da aeronave.

Uma perícia foi feita pelo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 4) ainda na noite de domingo, mas a investigação não tem prazo para ser concluída.

O piloto Michael Rumpf Gail, de 66 anos, segue internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Santa Paula. Ele teve traumatismo craniano, mas tem quadro de saúde estável e não precisou de cirurgia. Sua mulher, Elaine Gail, e o copiloto Rafael Ferreira tiveram ferimentos leves e passam bem.

O jato, um Cessna Citation CJ3 de prefixo PR-MRG, estava regular, assim como as licenças dos pilotos. Segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), não houve prejuízo às operações do aeroporto, pois o jato ficou em um local afastado da pista. / NATALY COSTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.