Congonhas e Cumbica operam sem restrições

Por causa do mau tempo, pela manhã, Congonhas enfrenta 32 atrasos superiores a uma hora

PAULO R. ZULINO, Agencia Estado

23 de agosto de 2007 | 12h01

Os aeroportos de Congonhas, na zona sul de São Paulo, e Internacional Governador André Franco Montoro, em Cumbica, Guarulhos, operam normalmente para pousos e decolagens, de acordo com a Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero). Em Congonhas, o uso de aparelhos foi suspenso às 9h15 e neste momento estão funcionando tanto a pista principal como a via auxiliar. Por causa do fechamento de Congonhas em razão das más condições de visibilidade, a Infraero registra neste momento um grande número de atrasos e cancelamentos de vôos principalmente em comparação com os dias anteriores. Para se ter uma idéia, das 6 horas às 11 horas, dos 87 vôos previstos, 32 tiveram atrasos superiores a uma hora. Outros 20 acabaram sendo cancelados.Já no Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro, em Cumbica, Guarulhos, as decolagens e aterrissagens acontecem sem o auxílio de instrumentos, que foi adotado às 0h54 e vigorou até 10h07.  Apesar do mau tempo, Cumbica não chegou a fechar nenhuma vez. As operações seguem apenas pela via secundária por causa das reformas de parte da pista principal. Numa comparação com Congonhas, os números indicam situação melhor em Cumbica. De zero hora até 11 horas, dos 96 vôos programados, houve cinco atrasos maiores do que uma hora e oito cancelamentos.

Tudo o que sabemos sobre:
aeroportosCongonhasCumbicaatrasos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.