Congestionamento ainda é de 12 km na Marginal do Tietê

Cidade ainda sente os reflexos de um acidente que feriu pelo menos 11 pessoas, no início da manhã

Solange Spigliatti, estadao.com.br

06 de agosto de 2008 | 09h10

Os motoristas que utilizam a Marginal do Tietê ainda encontravam um grande congestionamento por volta das 9 horas, nas duas pistas que seguem em direção à Rodovia Castelo Branco. Um grave acidente entre um ônibus e um caminhão na pista local próximo à Ponte do Piqueri, deixou onze pessoas feridas, por volta das 6h30, interditando duas faixas de rolamento da via. Oito foram levadas a pronto-socorros da região.   Veja também:   Ônibus e caminhão batem, ferem 11 e param Marginal Prefeitura lança pacote de obras para o trânsito em SP Acompanhe a situação do trânsito rua-a-rua Entenda as novas medidas contra o trânsito  Conheça o histórico do trânsito na cidade    A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) recomendava que os motoristas evitassem circular na via, mesmo após sua liberação, por volta das 8h15. Para evitar o engarrafamento, que era de quase 12 quilômetros nas pistas local e expressa, entre as Pontes do Limão e Aricanduva, os motoristas que se encontravam na região da Ponte das Bandeiras podiam utilizar o Corredor norte-sul. Às 9 horas, o índice de congestionamento já era de 92 quilômetros, 30 deles concentrados na zona leste da Capital.   Para os motoristas que circulam pela região da Casa Verde, o aconselhável era utilizar as Avenidas Rio Branco e Abrahão Ribeiro. Os motoristas de caminhão que saem das Rodovias Presidente Dutra e Ayrton Senna, podiam utilizar a Avenida Salim Farah Maluf.   Segundo a CET, além do acidente, 13 vias públicas estavam com problemas de fluxo de veículos por conta de queda de árvores e galhos, que caíram na tarde de ontem, durante as fortes pancadas de chuva. Outros nove veículos quebrados, entre ônibus e caminhões, ajudavam a atrapalhar o trânsito nesta manhã.  

Tudo o que sabemos sobre:
trânsitoacidentes de trânsito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.