Confusão entre agentes da CPTM e ambulantes deixa dois feridos

Agentes da companhia cumpriam operação contra comércio ilegal de mercadorias na estação Guaianases quando foram agredidos; um agente e uma usuária dos trens ficaram feridos

Luciano Bottini Filho e Mônica Reolom, O Estado de S. Paulo

11 Fevereiro 2014 | 19h41

Uma confusão entre agentes da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e ambulantes deixou dois feridos na estação Guaianases, zona leste de São Paulo, na tarde desta terça-feira, 11.

Por volta das 14h30, agentes de segurança da CPTM fizeram uma operação contra o comércio ilegal de mercadorias nos terminais de ônibus no entorno da estação, segundo a companhia. Ao retornarem à estação para preencher os recibos das mercadorias apreendidas, os agentes foram perseguidos e agredidos por um grupo de ambulantes. Um dos agentes ficou ferido.

Uma mulher que passava pelo local no momento da briga se assustou, desequilibrou-se e caiu na escada. Ela foi encaminhada por funcionários da CPTM ao Hospital Municipal Prof. Waldomiro de Paula, em Itaquera, sendo liberada logo em seguida. Segundo funcionários do hospital, ela teria batido a cabeça e torcido o pé.

Dois suspeitos de agressão foram detidos por policiais militares e encaminhados ao 44° DP (Guaianases). A CPTM informou que vai analisar as imagens das câmeras de segurança para identificar outros agressores.

Mais conteúdo sobre:
Guaianases CPTM comércio ambulante

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.