Confusão em cobrança

Recebi a cobrança de IPTU com quase 54% de aumento. Moro no Jardim Paulistano, zona estritamente residencial, onde qualquer reforma tem de ser aprovada pelo Condephaat. Na semana passada fui à regional de Pinheiros, onde me orientaram a ir direto à Secretaria de Finanças. Na Secretaria pediram para que eu voltasse à regional e levasse por escrito o motivo da mudança do tipo de terreno. Voltei à regional de Pinheiros, onde fui orientada à voltar à Secretaria e procurar o auditor fiscal, pois esse era um problema exclusivamente fiscal. Voltei e o auditor disse para entrar com um pedido de recadastramento do tipo de terreno, o que foi feito. Mas só saberei se o pedido foi deferido daqui a pelo menos 3 meses.

, O Estadao de S.Paulo

17 Março 2010 | 00h00

HELOISA MARIA GANDOLFO LOUREIRO / SÃO PAULO

A Secretaria Municipal de Finanças esclarece que, no caso específico do imóvel da sra. Heloísa, por um problema cadastral, foi gerada cobrança incorreta do IPTU de 2010. Assim, será automaticamente efetuado um novo lançamento com as devidas correções. Solicita que a sra. Heloísa desconsidere a primeira cobrança e aguarde as novas cartelas do IPTU de 2010.

A leitora diz: Gostaria de agradecer a ajuda. A Secretaria de Finanças já emitiu nova notificação de lançamento, com "apenas" 30% de reajuste e com o tipo de terreno devidamente corrigido. A notificação foi postada em 3/3 para pagamento à vista ou em 10 parcelas. Mas em 3/2 eu já havia pago a 1.ª parcela da notificação enviada anteriormente, conforme orientação da Secretaria. A nova notificação não deveria vir com o aviso de que a 1.ª parcela já foi paga?

DESATANDO O NÓ

Trânsito

Vamos ver se a CET consegue resolver o "imbróglio" do trânsito formado no triângulo das Ruas Francisco Leitão, Teodoro Sampaio e Avenida Henrique Schaumann, em Pinheiros. Quando fecha o semáforo no cruzamento da Teodoro Sampaio com a Avenida Henrique Schaumann, o sinal da Rua Francisco Leitão com a Teodoro Sampaio continua aberto, ocasionando congestionamento e impedindo que veículos cruzem a Teodoro. Forma-se então uma longa fila até a Rua Arthur de Azevedo. Há dias em que demoro até 30 minutos para atravessar essas ruas. Gostaria de sugerir à CET que reveja os tempos dos semáforos e proíba o estacionamento no lado esquerdo da Rua Francisco Leitão nos 30 metros antes do cruzamento da Teodoro Sampaio.

MARCELO ASSUMPÇÃO

/ SÃO PAULO

Adele Nabhan, do Departamento de Imprensa da CET, esclarece que o semáforo do cruzamento das Ruas Teodoro Sampaio e Francisco Leitão faz parte da rede da Avenida Henrique Schaumann, via de maior volume de veículos e, por isso, privilegiada nos tempos semafóricos. A rede semafórica em questão opera em tempo real, sofrendo alterações de acordo com as variações no volume de veículos nas vias. Quanto à sugestão de proibição de estacionamento, a CET informa que vai implantá-la no lado esquerdo da Rua Francisco leitão, com a Teodoro Sampaio, possibilitando a acomodação de três veículos e melhorando as condições de fluidez do tráfego

no cruzamento.

ILUMINAÇÃO PÚBLICA

Dois meses depois...

Não tenho mais a quem recorrer! O Departamento de Iluminação Pública (Ilumine) da Prefeitura de São Paulo mostra total descaso com o contribuinte! Desde o dia 28/1 não há iluminação pública na Rua Iracema Senna Cerqueira dos Santos, n.º 42 e n.º 78, na Av. Escola Politécnica e na Rua Cineasta Cavalcanti. A resposta é sempre a mesma, de que o serviço será realizado em até 4 dias. A atendente da última reclamação se negou a dar o seu sobrenome e o telefone da Ouvidoria e de passar a ligação ao supervisor. Agora, o IPTU, com 40% de aumento vem rigorosamente em dia....

DELIA WERNICKE / SÃO PAULO

A Assessoria de Imprensa da

Secretaria Municipal de Serviços informa que uma equipe de manutenção do Ilume compareceu aos locais no dia 11/3, substituiu cinco lâmpadas e um equipamento na Rua Cineasta Cavalcanti. Esclarece ainda que a iluminação das outras vias estava em ordem.

Fique atento: Uma vez verificada a inadimplência, o fornecedor poderá realizar a negativação do consumidor inadimplente nos órgãos de proteção ao crédito. Mas é indispensável a informação prévia, clara e ostensiva ao consumidor sobre a possibilidade de inclusão nestes serviços. Essa informação deverá ser efetiva e com prazo suficiente para o consumidor poder quitar o débito antes da inclusão, destacar o fornecedor a quem se deve o pagamento, o local para a sua realização e o valor do débito. Fundação Procon

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.