Confronto entre policiais civis deixa um deles morto na zona norte de São Paulo

Equipes estavam de campana, investigavam o mesmo crime e uma confundiu a outra com bandidos

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

13 Setembro 2012 | 02h51

SÃO PAULO - Um policial foi morto durante uma operação realizada no Terminal Rodoviário de Cargas Fernão Dias, na zona norte de São Paulo, na noite desta quarta-feira, 12. O investigador Leonardo Andrés Rodrigues Aguiar, de 28 anos, foi ferido com sete tiros disparados por agentes da Divisão de Investigações sobre Furtos e Roubos de Veículos e Cargas (Divecar), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) e não resistiu aos ferimentos. Segundo o delegado Edvaldo Faria, titular do 90ºDP, ele foi confundido com criminosos. 

Faria afirma que Leonardo e outro investigador da mesma delegacia estavam de campana na Rua Irineu Portela, no terminal, esperando pelo eventual aparecimento de criminosos responsáveis pelo roubo de um caminhão, abandonado no local. De acordo com o delegado, os policiais perceberam que um grupo, na verdade formado por quatro agentes da Divecar que estariam investigando o mesmo crime, se aproximava do veículo e resolveram realizar a abordagem. Teve início então o tiroteio entre os policiais civis, que resultou na morte de Aguiar. 

O incidente envolvendo os investigadores do Parque Novo Mundo e da Divecar será apurado pela Corregedoria da Polícia Civil. "Foi um infortúnio. Existe, sim, comunicação entre os policiais, não geralmente num caso como esse.", disse o delegado Faria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.