Confronto em baile funk deixa jovem ferida

Uma adolescente de 17 anos foi atingida por um tiro de bala de borracha após confronto no fim da noite de domingo entre policiais e moradores do Morro do Turano, no Rio Comprido, zona norte do Rio. Os militares tentavam encerrar um baile funk na comunidade, que tem uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Inconformados, alguns moradores reagiram e atacaram os PMs com pauladas, pedradas, garrafas de cerveja e até coquetéis molotov. Três policiais ficaram feridos.

Tiago Rogero / RIO, O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2011 | 00h00

De acordo com a Secretaria de Segurança, dez PMs da UPP foram até a quadra da Raia, no alto da comunidade, após "reclamações de moradores". Como os policiais foram agredidos, solicitaram apoio do Batalhão de Choque. Os militares usaram munição não letal (balas de borracha).

Treze pessoas foram presas - a maioria era menor de idade. A adolescente ferida, Ana Carolina, é filha do presidente da Associação de Moradores do Turano, Gilson Rodrigues. Segundo ele, o combinado era que o baile fosse até meia-noite. "Faltou diálogo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.