Luis Blanco/Governo SP
Luis Blanco/Governo SP

Confira o que abre e fecha no feriado de 7 de setembro

Em São Paulo, bancos e agências dos Correios não vão funcionar

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de setembro de 2020 | 18h03

Na próxima segunda-feira, 7 de setembro, é comemorada a independência do Brasil. O feriado prolongado ocorre em meio à pandemia do coronavírus e a aglomeração em praias que ocorreu na semana passada se tornou um motivo de preocupação para o governo do Estado de São Paulo.

Alguns serviços ficarão fechados em todo o Brasil, como os bancos e os Correios. A seguir, confira o que abre e não funciona durante o feriado de 7 de setembro.

Bancos

Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), agências bancárias não funcionam em feriados oficiais, sejam eles municipais, estaduais ou federais.

Correios

As agências dos Correios estarão fechadas e abrem somente na terça-feira (8).

Detran

Os postos em São Paulo não vão funcionar no feriado. Na terça-feira (8), o funcionamento volta ao horário habitual de cada unidade.

Parques

Os parques municipais de São Paulo estarão fechados nos fins de semana e feriados, de acordo com o decreto nº 59.712, emitido no mês passado. Confira aqui quais parques estaduais abrem no feriado.

Poupatempo

Os postos não vão funcionar no feriado. Na terça-feira (8), o funcionamento volta ao horário habitual de cada unidade. Porém, os serviços são oferecidos mediante agendamento de data e horário, e com apenas 30% da capacidade de cada posto.

SPTrans

A circulação dos ônibus da capital no feriado da Independência será de 49% da frota operacional em relação aos dias úteis. O atendimento será normal nos postos de venda em terminais de ônibus e no Expresso Tiradentes (das 6h às 22h). Já as lojas Augusta, Metrô Jabaquara e Santana estarão fechadas, bem como o Posto Central da SPTrans

Supermercados

Funcionam normalmente, assim como os sacolões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.