Confira as metas sociais até 2012 da Prefeitura de SP

A Agenda 2012 do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, está estimada em R$ 20 bilhões. Esta é a estimativa de investimentos da Prefeitura para as 22 secretarias, autarquias municipais e empresas, destinados a projetos em toda a cidade. Confira abaixo a lista de metas sociais para os quatro anos de mandato do prefeito:

da Redação - estadao.com.br,

27 Março 2009 | 12h10

 

Acesso à saúde e qualidade no atendimento

- Construir 3 novos hospitais;

- Ampliar em 10 unidades a rede AMA-Especialidades;

- Implantar 50 unidades de atendimento odontológico na rede AMA-Sorriso;

- Garantir 4 ou mais consultas de pré-natal para 95% de crianças nascidas vivas, de mães cadastradas no Mãe Paulistana;

- Atingir 75% de crianças nascidas vivas, de mães cadastradas no Mãe Paulistana, com 7 ou mais consultas de pré-natal;

- Ampliar o Programa Saúde da Família em 160 novas equipes de PSF e 39 novos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF);

- Ampliar o Remédio em Casa para entregar medicamentos orais contra colesterol e triglicérides elevados (atingir 30% dos portadores de dislipidemia controlada, cadastrados no programa, recebendo o medicamento por via postal);

- Ampliar em 20 unidades a rede de serviços especializados em saúde mental (CAPS).

 

Acesso à educação e qualidade no ensino

- Atender 100% das crianças cadastradas em creches (0 a 3 anos);

- Atender 100% das crianças cadastradas em pré-escola (3 a 5 anos);

- Jornada de seis horas nas EMEIs;

- Jornada de sete horas nas EMEFs;

- Implantar os 9 anos no Ensino Fundamental nas EMEFs.

 

Acesso à moradia

- Atender 120 mil novas famílias no Programa de Urbanização de Favelas;

- Atender 234 mil novas famílias no Programa de Regularização Fundiária;

- Atender 12 mil novas famílias no Programa de Recuperação de Cortiços;

- Atender 244 mil novas famílias com garantia do título de posse;

- Atender 4.300 novas famílias em prédios recuperados na área central e programas de aluguel subsidiado.

 

 

Fortalecimento da rede de proteção social

- Implantar 20 novos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e modernizar os já existentes;

- Implantar 20 novos Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas);

- Ampliar em 15% as vagas da rede socioassistencial da Proteção Básica para crianças e adolescentes;

- Implantar 15 Centros de Atenção Social à População Idosa;

- Implantar 14 Centros de Serviço voltados à higiene pessoal da população em situação de rua.

 

Ampliação das políticas inclusivas

- Adaptar 4 mil novos ônibus para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida;

- Colocar 170 novos veículos adaptados para o Transporte Escolar Gratuito;

- Reformar 600 quilômetros de calçadas para permitir a mobilidade acessível e segura;

- Criar a Central de Libras com 300 postos de atendimento a surdos e surdos-cegos, por videoconferência, integrados ao serviço 156;

- Dotar de condições de acessibilidade 100% das escolas em construção

- Ampliar em 20% a frota do serviço ATENDE.

 

Defesa dos direitos humanos

- Incentivar a captação de recursos no valor de R$ 300 milhões para o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e Adolescentes (Fumcad);

- Ampliar a atuação do Fumcad com a celebração de 400 novos convênios;

- Implantar 31 Conselhos de Direitos Humanos;

- Realizar 4 Campanhas Educativas sobre direitos do cidadão e programas sociais municipais.

 

Ampliação da proteção ao cidadão

- Implantar central de vídeo-monitoramento integrada a 8.400 novas câmeras;

- Incorporar 2.000 guardas ao efetivo da Guarda Civil Metropolitana (GCM)

- Adquirir 35 bases comunitárias móveis;

- Instalar GPS em 100% das viaturas da GCM;

- Implantar o Observatório de Violência e Criminalidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.