Confira a cronologia dos assassinatos no Parque dos Paturis

Desde 2007, 14 homens foram mortos e há suspeita de crime de intolerância sexual; familiares contestam

da Redação, estadao.com.br

16 Março 2009 | 16h30

Desde julho de 2007, 14 pessoas foram mortas na região do Parque dos Paturis, em Carapicuíba, Grande São Paulo. O último caso foi registrado no domingo, dia 13. Assim como em outros casos na área sob investigação, Ivanildo Francisco de Sales Neto foi encontrado com as calças abaixadas, o que caracterizaria um crime de intolerância à orientação sexual.

 

Dos 14 assassinatos, em dois deles a arma utilizada foi uma pedra. As outras vítimas foram mortas com tiros de pistola 9 milímetros. Os tiros foram disparados, na maioria das vezes, na nuca. A maioria dos corpos também foi encontrada de bruços e as vítimas estavam seminuas, com a calça abaixada.

 

Em 12 de fevereiro do ano passado, Ângelo Magalhães, de 34 anos, foi encontrado morto a pauladas. Os demais foram baleados. Parte das famílias contesta a versão do delegado de que as vítimas foram assassinadas no parque porque eram homossexuais.

 

A auxiliar de creche Claudenice Moreira Lopes, 28 anos, afirmou que era casada havia oito anos com José Cícero Henrique, 32 anos. Ele foi a primeira vítima encontrada morta no parque, em 4 de julho de 2007. Segundo Claudenice, seu marido não era gay: "Meu marido era mecânico da Prefeitura de Carapicuíba e apenas costumava passar por esse local", argumentou a auxiliar de creche.

 

Militantes do movimento de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros (LGBT) de São Paulo exigem rapidez na solução dos casos. "E se fossem 13 mulheres? E se fossem 13 crianças? A orientação sexual ainda é, infelizmente, algo que baliza o tempo, a responsabilidade e o envolvimento da polícia para solucionar o caso", disse Beto de Jesus, secretário para a América Latina e Caribe da Associação Internacional de Gays e Lésbicas (Ilga).

 

Relembre os casos

 

- 04/07/2007 - José Cícero Henrique, de 32 anos, é morto. Era mecânico e estava casado havia 8 anos;

- 08/07/2008 - José Adilson Pereira, de 58 anos. Era pedreiro e tinha filhos e netos;

- 13/07/2007 - Ubiratan Santos Souza, de 35 anos. Morava em Osasco, na Grande São Paulo;

- 05/08/2007 - José Carlos Raphael, de 43 anos. Morava em Osasco e era solteiro;

- 18/08/2007 - Junior Ferreira da Silva, de 34 anos. Chegou ao parque em uma Honda CG;

- 13/09/2007 - Anderson da Silva, de 26 anos. Chegou ao local a pé;

- 07/10/2008 - Raimundo Francisco, de 35 anos. Era de Piauí e foi até o parque de bicicleta;

- 12/02/2008 - Angelo Magalhães, de 34 anos. Foi o único morto a pauladas;

- 26/02/2008 - Antonio Figueira, de 35 anos. Chegou ao parque de carro;

- 18/05/2008 - Paulo Henrique Costa, de 29 anos. Era solteiro e frequentava o local;

- 02/07/2008 - Silvan Souza, de 29 anos. Era de Carapicuíba e solteiro;

- 02/08/2008 - Miguel Gonçalves, de 47 anos. Chegou ao local de Fiat Uno;

- 19/08/2008 - Vítima não identificada. Foi morta a tiros e não teve a identidade divulgada;

- 15/03/2009 - Ivanildo Francisco de Sales Neto, de 25 anos, tinha sinais de agressão a pauladas.

 

Texto alterado às 10h15 do dia 17/03 para acréscimo de informações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.