Confessionário do seu Creysson

Inapetência financeira

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2012 | 03h06

Guido Mantega está arrasado! Acontece sempre que o ministro mexe no IOF e o câmbio finge que não é com ele.

Conselho de estética

Amigos de Cândido Vaccarezza estão tentando convencê-lo a mandar alargar seus paletós. O único que ainda abotoava na frente não resistiu à pressão da barriga durante o bate-boca de quinta-feira com o também deputado Miro Teixeira na CPI do Cachoeira. Sempre que isso acontece, Vaccarezza perde a razão, mesmo quando não é o caso!

Ô, raça!

Faz sentido a explicação do senador Ciro Nogueira (PP-PI) sobre seu encontro casual com o empreiteiro Fernando Cavendish na Semana Santa em Paris: hoje em dia é praticamente impossível para qualquer brasileiro passar um feriadão fora do País sem esbarrar em conhecidos no exterior.

Sem bafômetro

A Assembleia Legislativa do Rio aprovou projeto que confere à cachaça o status de patrimônio histórico e cultural do Estado. É o primeiro passo para tombar os cachaceiros!

Fechou o tempo

Tinha ambientalista ontem na Cúpula dos Povos revoltado com a recepção a estrangeiros na Rio+20. Imagina que na madrugada de sexta-feira a polícia carioca fechou duas termas em Copacabana. Será que não podiam esperar a conferência acabar, caramba?

Agora que todo mundo já sabe que o padre Marcelo Rossi tomava anabolizante e Michael Jackson pediu a Xuxa em casamento, chegou a vez de Luiza Brunet revelar no quadro O que vi da vida (amanhã, no Fantástico) que já foi empregada doméstica e - quer saber? - adorou a experiência!

Não há absolutamente nada de errado nisso, a não ser a brecha que tal perfil de apresentação do entrevistado abre para que celebridades de alta patente transformem - se é que já não transformaram - a secretária eletrônica do 'casseta' Cláudio Manoel, diretor da série de depoimentos, num confessionário de maluquices sem fim.

Como ele já não atende mais o telefone, não foi possível confirmar até o fechamento desta edição se é mesmo verdade que o mega artista plástico Vik Muniz lhe deixou recado dia desses dizendo que foi criado pela Mãe Lucinda no lixão da novela das 9.

Comenta-se, também, que um certo galã da Globo, protagonista de Gabriela, teria mandado e-mail ao intérprete do seu Creysson prontificando-se a contar no "show da vida" que, antes de ser ator, foi fogueteiro de boca de fumo no Complexo do Alemão.

O que essa gente não faz para aparecer, né não?

Falsa paraguaia

Musa da Eurocopa, Natalia Siwiec (foto), ganhou apelido de "Larissa Riquelme polonesa", mas, justiça seja feita à original paraguaia, afora o volume dos seios próprio para embutir celular no decote - atributo comum às duas -, a periguete do Mercosul dá de 10 na similar polaca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.