Condomínio de luxo é alvo de arrastão em SP

Quatro das oito casas de residencial foram assaltadas. Ladrões fizeram porteiros e moradores reféns

Bruno Lupion, O Estado de S.Paulo

23 de outubro de 2010 | 00h00

Vestidos com terno e gravata e armados com pistolas e metralhadoras. Foi assim que um grupo de oito homens se preparou para fazer um arrastão em um condomínio de casas de luxo no Alto da Boa Vista, região de Santo Amaro, zona sul de São Paulo, no fim da noite de anteontem. Pelo menos quatro casas foram roubadas - um suspeito foi preso. Segundo a polícia, houve reféns, mas ninguém ficou ferido.

A quadrilha chegou ao Condomínio Brisa Verde, na Rua Ministro José Geraldo Rodrigues Alckmin, por volta das 20h30. Testemunhas contaram à polícia que parte do grupo utilizava um Ford EcoSport preto. Um dos moradores, que estava do lado de fora do condomínio, foi dominado. Com a chave da vítima, o bando entrou no local.

O porteiro e parte dos moradores foram feitos reféns. Das oito casas que formam o condomínio, quatro foram invadidas. Os assaltantes recolheram notebooks, aparelhos eletrônicos, celulares e dinheiro. Após cerca de uma hora de ameaças aos reféns, os criminosos colocaram os objetos roubados em um Toyota Fielder e em uma Chevrolet Zafira, ambos também roubados, e fugiram em alta velocidade.

O porteiro de outro condomínio chamou a polícia, que deteve Arismar Rodrigues Ferreira, de 26 anos. "O rapaz foi deixado para trás pelos comparsas e, na tentativa de despistar a polícia, já havia retirado o blazer e a camisa. Ele só estava de calça e sapato e foi abordado pela nossa equipe em via pública, próximo do local do roubo", relatou um soldado.

A investigação será da 4.ª Delegacia de Crimes contra o Patrimônio. Com essa ação, chega a 16 o número de arrastões em condomínios da capital. Foram 21 no ano passado. / COLABOROU TIAGO DANTAS

PRESTE ATENÇÃO...

1. Encomendas devem sempre ser depositadas em "gaiolas", sem que entregadores entrem.

2. Nunca permita a entrada de visitante, mesmo conhecidos, sem cadastro no prédio e aval de morador.

3. Ao entrar e sair, verifique se há suspeitos nas proximidades.

4.Ao contratar funcionários, cobre antecedentes e referências.

5.Cobre da administradora do condomínio o funcionamento dos equipamentos de segurança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.