Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Condephaat tomba provisoriamente antigos postes do centro de SP

Luminárias instaladas pela companhia Light datam das primeiras décadas do século 20; conselho também abriu estudo de tombamento de 34 imóveis na Santa Efigênia

Priscila Mengue, O Estado de S.Paulo

27 Dezembro 2018 | 20h18

SÃO PAULO - Um novo estudo de tombamento da Santa Efigênia, no centro da cidade de São Paulo, teve a abertura aprovada no dia 3 de dezembro pelo Condephaat. Com a decisão, 34 imóveis do bairro passam a ser tombados provisoriamente, além das centenas de postes de iluminação da companhia Light na região, datadas das primeiras décadas do século 20.

O parecer do conselho é resultado de uma série de discussões sobre o primeiro tombamento da Santa Efigênia, de 1986, que incluía originalmente 99 imóveis. Após decisão de 2009, 13 edificações foram excluídos da lista e as demais passam por nova discussão sobre a necessidade de preservação. Após uma audiência pública em abril de 2018, os 34 novos imóveis e os postes de energia foram incluídos em uma lista preliminar.

Com a decisão, a Unidade de Preservação do Patrimônio Histórico (UPPH) abrirá um estudo sobre as 34 edificações e os postes, que será avaliado para o Condephaat, responsável por aprovar ou arquivar o tombamento definitivo. Enquanto o processo está em andamento, todos os bens estão sujeitos à regulação de um "tombamento provisório", isto é, qualquer intervenção que possa modificar as características  atuais precisa de autorização prévia do conselho.

Chamados de "São Paulo Antigo", os antigos postes são de ferro fundido e foram trazidos dos Estados Unidos. Eles costumam ter brasões da República Federativa do Brasil no pedestal e estão presentes especialmente na região central, em locais como o Viaduto do Chá, a Praça Ramos de Azevedo e a Avenida São João, dentre outros.

No topo, a iluminação dos postes é protegida por globos, originalmente de vidro, que foram parcialmente substituídos por peças de plástico nos anos 90. Em grande parte, são datados de meados dos anos 20.

 

Veja lista de imóveis incluídos no estudo de tombamento na Santa Efigênia:

01) Hotel Michel - R. Washington Luís, 335, 345, 351, 359 e 367;

02) Edifício de uso misto da Av. Cásper Líbero, 353-371;

03) Edifício Itaúna - Av. Rio Branco, 278-280 com R. dos Timbiras, 300-316;

04) Palacete Martins Costa na Av. Ipiranga, 1058-1070 x Av. Rio Branco, 128; 

05) Hotel Las Vegas - Av. Rio Branco, 492 com R. Vitória, 300-390; 

06) Edifício Mococa - Av. Ipiranga, 1.130-1.142; 

07)  Antigo Bar Soberano - R. do Triunfo, 155; 

08) Hotel Tupy - R. dos Gusmões, 300-306; 

09) Edifício na R. dos Gusmões, 330-344; 

10) Edifício na R. dos Gusmões, 424, 428 e 430; 

11) Edifício na R. dos Gusmões, 412; 

12) Prédio na R.Vitória, 202-204; 

13) Hotel Chaves - R. dos Andradas, 604 com Praça Julio Prestes, 56; 

14) Edifício da R. do Triunfo, 176-188; 

15) Hotel Internacional São Paulo - Av. Ipiranga, 1198 com R. Santa Ifigênia, 116, 110,

106 e 102; 

16) Hotel Paissandu - R. do Seminário, 143-155;

17) Hotel Center - R. Coronel Batista da Luz, 36, 44 e 50; 

18) Edifício INSS (antiga Sede do IAPC) - Viaduto Santa Ifigênia com R. Brigadeiro Tobias, 111; 

19) Edifício Santa Nazareth - R. Senador Queiroz 86-96 com R. Brigadeiro Tobias, 407-421;

20) Edifício Irradiação - R. Senador Queiroz 85-111 com  R. Brigadeiro Tobias, 475-483; 

21) Palácio da Polícia - R. Brigadeiro Tobias, 527; 

22) Edifício Mara - R. Brigadeiro Tobias 225-251 com R. Cel. Batista da Luz, 22; 

23) Prédio do Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt - Av. Cásper Líbero 370; 

24) Condomínio Santa Júlia - Av. Cásper Líbero, 58-80; 

25) Palácio da Imprensa - Av. Cásper Líbero, 88; 

26) Edifício dos Andradas - Av. Ipiranga, 1263 e 1267 com R. dos Andradas; 

27) Edifício Comendador José Martinelli - Av. Ipiranga, 1097; 

28) Residencial Ipiranga - Av. Ipiranga, 1228, 1234, 1244, 1248 e 1268; 

29) Edifício Guanabara - Av. Ipiranga, 1051, 1071 e 1077 com Av. Rio Branco, 200; 

30) Edifício Paissandu - Largo do Paissandu, 88-110A; 

31) Edifício Itaquerê - R. Antônio de Godoi, 76, 78, 80, 88, 96 e 96A; 

32) Prédio Campanário - R. Antonio de Godoi 114-126 com R. do Seminário 219-223; 

33) Edifício Farol - R. Capitão Salomão, 26 com R. do Seminário, 131; 

34) Palacete de José de Vasconcelos de Almeida Prado - R. Beneficência Portuguesa, 29.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.