Concurso elege Pastel da Maria o melhor de São Paulo

Competição atraiu 731 candidatos; Maria Kuniko Yonaha, dona da barraca, recebeu prêmio de R$ 8 mil

estadao.com.br,

26 de outubro de 2009 | 15h39

Funcionários da barraca vencedora comemoram com Maria (ao centro). Foto: Sérgio Neves/AE

 

SÃO PAULO - O Pastel da Maria foi eleito nesta segunda-feira, 26, o melhor pastel de feira de São Paulo. Maria Kuniko Yonaha, dona da barraca, recebeu um prêmio de R$ 8 mil. O Concurso Pastel de Feira atraiu 731 candidatos e foi organizado pela Secretaria das Subprefeituras, por meio da Supervisão Geral de Abastecimento, na Praça Charles Miller, em frente ao Pacaembu.

 

Em segundo lugar ficou a Barraca do Yamashiro (pai) e a dos Pastéis da Gabi, em terceiro. Elas ganharam R$ 2 mil e R$ 1 mil, respectivamente. Os paulistanos, que foram os jurados da disputa, puderam provar as iguarias por R$ 1. Todas as barracas concorreram com seu pastel de carne.

 

PARA EXPERIMENTAR O PASTEL VENCEDOR

 

Às terças-feiras, a barraca da Maria fica na Rua Capitão Manoel Novaes, no Jardim São Bento; às quartas e às sextas, na Rua Mendonça Drumond, 185, no Jardim Maringá; aos sábados, na Alameda Subtenente Francisco Hierro, no Parque Novo Mundo e aos domingos, na Avenida Mario Lopes Leão, em Santo Amaro.

 

CURIOSIDADES SOBRE O CONCURSO

 

Havia cinco perguntas no questionário respondido pelos clientes: 1) Qual é o seu sabor de pastel preferido? 2) Quantas vezes você vem à feira ao mês? 3) Quais os produtos que você mais leva da feira? 4) Qual é a distância entre a feira e a sua casa em quarteirões aproximadamente? e 5) Levando em conta as condições de higiene da banca, o sabor e a qualidade do pastel, dê uma nota de 0 a 10.

 

Entre os critérios utilizados para a avaliação estava a não utilização de molhos - como catchup, mostarda - em bisnagas. Portanto, todas as barracas deveriam servi-los em sachês individuais, já que a higiene da barraca foi um dos critérios avaliados.

 

As urnas foram colocadas em frente das barracas. Sem fiscalização, a Prefeitura decidiu confiar na boa índole dos concorrentes, mas prometeu desclassificar quem fosse pego trapaceando. Este é o segundo concurso de pastéis da cidade. O primeiro aconteceu há dois anos com apenas sete pasteleiros de Moema, na zona sul da cidade.

 

Texto atualizado às 18h05.

 

(Com Bruna Ribeiro, do Jornal da Tarde)

Tudo o que sabemos sobre:
concurso de pastelSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.