Concessionárias dizem que ainda não há negociação

A Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) informou ontem que ainda não há nenhuma negociação entre as empresas e o governo paulista para rever o índice de reajuste.

Renato Machado, O Estado de S.Paulo

25 Março 2011 | 00h00

Por diversas vezes, o presidente da entidade, Moacyr Servilha Duarte, se manifestou contrário à troca, uma vez que foi o próprio Estado quem decidiu pelo IGP-M no início das concessões. "A ABCR entende que não há nenhuma intenção de o governo alterar o índice por decisão unilateral. A entidade seria contra", informou em nota.

A entidade afirma que há grande oscilação entre os índices e não se pode afirmar com antecedência qual será mais alto. "Ninguém tem condições de afirmar se até o fim do contrato de concessão o índice (se trocado) será maior ou menor que o atual. É especular com o futuro."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.