Complexo Jacu-Pêssego é aberto ao tráfego

Viaduto e 2 pontes contemplam última etapa de construção, que começou há 25 anos

ARTUR RODRIGUES, O Estado de S.Paulo

24 Novembro 2012 | 02h03

Depois de 25 anos de obras, o Complexo Viário Jacu-Pêssego está completamente terminado. O governo do Estado entregou ontem a última etapa, que faz a ligação da via na zona leste de São Paulo com a Avenida dos Estados, em Santo André, e o Trecho Sul do Rodoanel, em Mauá, na região do ABC paulista.

Desde ontem, passaram a funcionar um viaduto de 570 metros sobre a Linha 10-Turquesa da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e duas pontes, com 160 metros e 70 metros. "Tinha uma cancela, onde é o viaduto novo, há mais de 40 anos. A população, para poder ter acesso a essa região de Mauá, tinha de ficar esperando o trem passar", diz o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

O fim da obra era aguardado para que as prefeituras do ABC decidissem sobre a restrição de caminhões e o rodízio de veículos. A medida está em estudo desde o começo o ano passado pelo Consórcio Intermunicipal, que reúne as sete prefeituras da região. Uma decisão deve ser tomada no ano que vem. A ligação também facilita a logística na área, que tem muitas indústrias e o Polo Petroquímico de Capuava.

O conjunto de pontes e ligações expressas era uma antiga cobrança de Mauá e Santo André. O prefeito de Mauá, Oswaldo Dias (PT), lembrou que no fim da década de 1990, quando Alckmin era vice de Mário Covas (PSDB), já existia essa demanda. Na ocasião, a cidade de Santo André se opôs à ligação e atrasou a obra. "Poderia ter saído antes."

A deputada estadual Vanessa Damo (PV), de Mauá, lembra que a cidade tinha de "esperar a cancela abrir para o desenvolvimento e o progresso passarem".

Além da criação das pontes e do viaduto, 3,5 quilômetros de vias foram recapeadas e reformadas. A Avenida Rosa Kasinski, que era uma via local para empresas da região, será uma via expressa. A última etapa do complexo custou R$ 88 milhões e foi feita pela Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa).

Anel viário. A ligação do Rodoanel com o ABC começou em 2010, quando foi entregue o Trecho Sul, o prolongamento da Avenida Jacu-Pêssego, em São Paulo, e a duplicação da Avenida Papa João XXIII, em Mauá.

Com a inauguração do complexo, a Jacu-Pêssego será um substituto temporário do Rodoanel Leste, que está em construção. Esse trecho vai sair de Mauá, passar pelas Rodovias Ayrton Senna e Presidente Dutra e chegar à região de Guarulhos.

"Agora, em dezembro, assinaremos o contrato do Rodoanel Norte, que começa na Dutra, em Arujá, Guarulhos, e vai até a Bandeirantes. E aí completamos o Rodoanel Metropolitano de São Paulo", disse Alckmin.

Outra ponta. Se em uma extremidade a Jacu-Pêssego está completa, na outra, na zona leste de São Paulo, ainda há um pacote de melhorias previsto para a Copa de 2014. Em agosto, o governo lançou uma licitação para a construção de alças ligando a avenida à Radial Leste.

A Jacu-Pêssego é um dos locais onde o prefeito eleito Fernando Haddad (PT) pretende fomentar o desenvolvimento, dentro do projeto Arco do Futuro. / COLABOROU BRUNO RIBEIRO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.