TV Estadão | 9.5.2015
TV Estadão | 9.5.2015

Companhia cita estudo ambiental e certificação inédita do Porto de São Sebastião

Em nota enviada à reportagem, a empresa chama a atenção para o fato de o porto ser o primeiro e único do País a obter o ISO 14001

Herton Escobar, O Estado de S.Paulo

10 de maio de 2015 | 02h03

Segundo a Companhia Docas de São Sebastião, todos os questionamentos levantados pelo Ministério Público sobre a ampliação do porto já foram respondidos no estudo e relatório de impacto ambiental (EIA-Rima), aprovado pelo Ibama.

Em nota enviada à reportagem, a empresa "reitera seu compromisso de crescimento com responsabilidade socioambiental" e chama a atenção para o fato de o Porto de São Sebastião ser o primeiro e único no País a obter a certificação ISO 14001, "que atesta sua qualificação em gestão ambiental".

Quase todas as questões levantadas pelos críticos do projeto já aparecem, de fato, no relatório de impacto ambiental submetido ao Ibama, desde os impactos mais diretos sobre o ecossistema da Baía do Araçá até a influência do porto na qualidade de vida na cidade - incluindo questões como aumento do trânsito, poluição sonora e criminalidade.

A diferença está na avaliação que é feita sobre a magnitude e a capacidade de mitigação desses impactos. A companhia argumenta que os aspectos negativos são manejáveis e chama a atenção para os efeitos positivos do projeto, como criação de empregos, aumento da arrecadação e fortalecimento da economia local. A previsão é de que a operação do porto crie mais de 4,5 mil empregos diretos e indiretos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.