Comissários de bordo e pilotos decidem hoje em assembleia se entrarão em greve

Comissários de bordo e pilotos podem cruzar os braços hoje se as companhias aéreas não derem uma resposta à proposta salarial apresentada pelos trabalhadores em reunião realizada ontem no Rio.

O Estado de S.Paulo

13 de dezembro de 2012 | 02h03

Caso não haja avanço nas negociações até as 13h, quando os aeronautas devem se reunir em assembleias, a intenção dos trabalhadores é confirmar o indicativo de greve e parar as atividades até a meia-noite.

Os trabalhadores exigem reposição da inflação, mas as aéreas oferecem reajustes de 1,5% - e 6% para quem ganha até R$ 852. Com custos em alta e resultados negativos, as companhias argumentam que não têm condições de dar aumentos expressivos aos trabalhadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.