Comissão aprova banco de DNA de criminosos

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou a criação de um banco nacional de DNA para auxiliar nas investigações de crimes violentos. O texto já foi aprovado pelo Senado e segue agora para análise dos deputados em plenário. O projeto permitirá a adoção oficial no País do Sistema Codis, o mesmo empregado nos EUA e em outros 30 países.

O Estado de S.Paulo

26 Abril 2012 | 03h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.