Comércio diz que reajuste é 'golpe'

A Associação Comercial de São Paulo reagiu à aprovação do aumento do IPTU. "Antecipar a votação é um golpe. O objetivo é que não haja debate e pressão democrática da sociedade", disse Rogério Amato, presidente da entidade, que previa hoje lotar a Câmara para convencer vereadores a votar contra. O setor afirma que vai à Justiça contra o aumento de até 35% para 2014 e ameaça entrar com Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Tribunal de Justiça ou no Supremo Tribunal Federal (STF).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.