Comerciantes protestam contra fim da feira da Praça Roosevelt

Após obras de revitalização na região, Prefeitura de SP pretende manter o comércio em outro endereço

Gheisa Lessa, O Estado de S.Paulo

30 Julho 2012 | 15h37

SÃO PAULO - Feirantes e moradores da região da Consolação protestam em frente à Prefeitura de São Paulo, no Viaduto do Chá, no centro da capital, contra a transferência da feira livre que acontece todos os domingos, há 64 anos, na Praça Roosevelt. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 50 pessoas integram o protesto que começou às 14h15 desta segunda-feira, 30.

A Praça Roosevelt passa por obras de revitalização, o que alavancou a remoção da feira. Com o termino das obras, entretanto, a Prefeitura pretende manter a feira em outro endereço. Em nota divulgada no último dia 16, a Secretaria de Coordenação das Subprefeituras alega que a saída da feira tem como objetivo "melhorar a circulação de pedestres e garantir o ordenamento do espaço público no entorno da Praça Roosevelt". Segundo o órgão, está sendo "estudada uma alternativa próxima e mais adequada para a realização da feira".

Os integrantes da manifestação ocupam uma faixa do Viaduto do Chá, mas a interdição não reflete no trânsito, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). O grupo, até as 15h, não saiu em passeata e o protesto, de acordo com a PM, acontece de forma pacífica.

Mais conteúdo sobre:
Protesto feira Praça Roosevelt

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.