Comerciante é preso em Santana por fazer apologia ao nazismo

O comerciante J.G.B., de 27 anos, foi preso em flagrante na tarde de ontem em Santana, zona norte de São Paulo, acusado de crime racial. Ele vendia camisetas com a imagem da suástica nazista em sua loja especializada em fazer camisetas personalizadas. J.G.B. disse à reportagem que aceitou a encomenda de um cliente e acha que pode ter sido vítima de vingança pessoal.

Plínio Delphino, O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2011 | 00h00

Segundo o delegado Cosmo Stikovich, titular da 4.ª Seccional (Norte), a polícia recebeu denúncia. Os policiais apreenderam 20 camisetas brancas com desenho da suástica, quatro penduricalhos no formato da cruz de malta, duas telas para adesivos de camisetas com imagem da suástica e um computador.

Segundo J.G.B., o cliente se identificou como Marcelo Cruz e fez a encomenda na terça. O serviço custou R$ 490. "Ontem, ele deu R$ 200 e disse que pegaria o resto no carro. Estranhei. A polícia entrou em seguida."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.