Comerciante é executado dentro de igreja evangélica na zona norte de SP

Assassino deu 10 tiros na vítima durante um culto da congregação Paz em Cristo, no Parque Vila Maria; 150 pessoas estavam no local

Artur Rodrigues, O Estado de S. Paulo

20 de dezembro de 2012 | 12h06

SÃO PAULO - Um comerciante de 34 anos foi executado dentro da igreja evangélica Paz em Cristo, no Parque Vila Maria, na zona norte da capital, na noite de quarta-feira, 19. O assassino deu cerca de 10 tiros na vítima durante um culto que reunia pelo menos 150 pessoas na Rua Queiroz Velozo.

De acordo com testemunhas, João Gualberto Pimentel dos Santos estava nos fundos do templo quando foi atingido pelos tiros. O atirador teria, inclusive, afastado duas pessoas que estavam próximas da vítima antes de disparar. 

Santos não teve tempo de fugir. O primeiro tiro foi na nuca e os demais nas costas. Ninguém mais ficou ferido. O criminoso, que aparentava ser menor de 18 anos, fugiu em um veículo no sentido da Ponte da Vila Maria. 

O irmão da vítima disse, em depoimento à polícia, que não sabia o que motivou o assassinato de Santos. O comerciante costumava frequentar esporadicamente a igreja.

O caso foi registrado no 73º DP (Jaçanã), mas será investigado por policiais do 90º DP (Parque Novo Mundo), distrito responsável pelo fato. Até as 12h desta quinta-feira,20, ninguém havia sido preso. 
O Estado ligou na sede da igreja e foi informado por integrantes da entidade que eles ainda buscavam informações com o pastor responsável pela unidade do Parque Vila Maria.

Tudo o que sabemos sobre:
parque vila maria, executado, igreja

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.